Cerca de 25 minutos

Foi por volta de 2006 quando o filme “O Segredo” foi lançado, que me lembro de ter tido o primeiro contato com o que é conhecido hoje popularmente como a Lei da Atração. Eu estava com meus vinte e poucos anos e sempre fui bastante curioso, mas nesta época os interesses eram outros e metafísica não era um tema muito frequente.

Na época conheci este e outros temas apenas por mera curiosidade. Sempre fui bastante crítico com certas informações e este era o tipo de coisa que levantava suspeitas. Ambos os documentários são bem produzidos e apresentam entrevistas com especialistas, mas que você não faz ideia de quem eles realmente são. Durante um bom tempo eu fiz o papel do racionalista, julgando que o que a ciência falava deveria ser o mais perto possível da verdade e que, portanto, não valia a pena gastar muito tempo com aquilo.

A vida seguiu e nunca dei muita atenção a tais assuntos. Não achava que fosse possível alguém ficar milionário apenas porque desejava, isso parecia bom demais para ser verdade e se fosse provavelmente seria o assunto mais falado de sempre. Eu só conseguia ver que para ganhar dinheiro é necessário estudar, trabalhar e fazer carreira.

Mas de uma forma ou de outra, este tema sempre acabava voltando a minha atenção. Estava lá pesquisando sobre qualquer outra coisa e ela aparecia. Ao ler um livro qualquer encontrava referências sobre o poder dos pensamentos. Parece que em muitas das coisas com as quais eu tinha contato, de uma forma ou de outra eu percebia nas entrelinhas, subjetivamente a sua presença.

A ideia da Lei da Atração na versão apresentada em O Segredo é bastante simples. São apenas três etapas que separam você de tudo o que você deseja: Pedir, crer e receber. Nada poderia ser mais fácil! O filme deu origem a um livro com o mesmo nome, ambos se tornaram best sellers mundiais e milhares de pessoas ao redor do mundo devem ter colocado em prática o que ele sugeria.

Eu acredito que milhares de pessoas ao redor do mundo viram o filme ou leram o livro e de boa fé buscaram colocar em prática o que era ensinado. Acredito também que se elas tivessem obtido algum resultado expressivo na manifestação de seus desejos, certamente isto teria sido notícia mundialmente e teria mudado a história da humanidade. Mas eu não vi isto acontecendo. Nenhuma notícia, nenhuma pesquisa, nada. Ou tudo era uma grande jogada de marketing, ou havia algo faltando ali.

Então a Lei da Atração não existe?

Não vamos tirar conclusões precipitadas. Não é porquê não somos completamente capacitados a utilizar uma determinada tecnologia que isso significa que ela não funcione. Não é porquê não conhecemos ou acreditamos em algo que quer dizer que ele não existe. Gosto sempre de me lembrar que “eu não sei o que eu não sei”, ou como colocado por Sócrates “Só sei que nada sei”.

Pessoalmente acredito que sim, existe uma força universal que atua sobre a Natureza e que é capaz de nos aproximar daquilo que desejamos experimentar na vida. Minha experiência pessoal não me deixa dúvidas de que isso é uma verdade, uma Lei constante e natural a qual estamos sujeitos acreditemos ou não.

O Universo é um lugar imenso. Existe muito mais entre o céu e a Terra que nós meros mortais somos capazes de sequer imaginar. Nossa ignorância quanto a quase tudo deve servir de alerta para que não rejeitemos nenhuma ideia só porque ainda não conseguimos produzir provas dela utilizando o que foi definido ao longo do tempo como método científico. Até um certo período da história não havia separação entre ciência e espiritualidade e em tempos recentes, elas estão voltando a se aproximar cada vez mais.

Em todos os tempos o ser humano sempre buscou estabelecer uma relação com o mundo invisível, com os deuses e a natureza. Esta é uma ideia inata do ser humano e mesmo em povos que sempre estiveram completamente isolados da sociedade, a vontade de manter um relacionamento com o sobrenatural está presente. Durante muito tempo certos aspectos da natureza foram idolatrados e recebiam oferendas de forma que os povos pudessem receber as vantagens que necessitavam. O fato de oferendas e rituais estarem presentes em tantos povos me faz pensar que de alguma forma resultados positivos eram observados. Talvez não fossem os próprios deuses que estavam respondendo as oferendas, mas os próprios ofertantes que estavam afetando sua própria realidade.

Com um pouco de atenção é possível achar referências ao poder do pensamento em praticamente todas as tradições antigas e mesmo nas mais atuais. Em todos os tempos sempre houveram pessoas que possuíam este conhecimento e em muitas ocasiões ele foi mantido oculto por quem o detinha como uma forma de exercer poder. Um conhecimento que era reservado apenas aos iniciados ou aos que faziam por merecer conhecer o segredo.

Hermes Trismegisto é tido como um grande sábio que deixou uma extensa obra em diversas áreas do conhecimento. Algumas fontes apontam que ele foi um egípcio e o associam ao Deus Toth, outras o associam a Grécia e ao Deus Hermes. Independente disso acredita-se que tenha vivido cerca de 2.600 anos atrás. Entre os ensinamentos que são creditados a ele se encontram os chamados Sete Princípios Herméticos, um conjunto de Leis Universais que explica o funcionamento e nos ajuda a compreender a realidade física em que vivemos. Estes princípios foram compilados por seguidores seus em um livro chamado ‘O Caibalion’.

Ao observarmos os sete princípios com atenção, percebemos que eles fornecem uma base fundamental a partir da qual podemos observar e compreender o funcionamento da realidade física. Esta base suporta totalmente a Lei da Atração. Entre seus elementos encontramos que tudo no universo é uma criação mental e que tudo é vibração. Isto foi dito a mais de dois mil anos atrás e atualmente a ciência está chegando perto de provar que realmente a matéria é criada a partir de vibração.

Sidarta Gautama, mais conhecido com Buda viveu mais ou menos na mesma época em que Hermes Trismegisto e dispensa maiores introduções. Entre seus ensinamentos podemos encontrar alguns como “Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo”. Ou talvez “Todo ser humano é o autor da sua própria saúde ou da doença”.

Na Bíblia podemos encontrar referências interessantes como em Mateus 21:22 que diz “E, tudo o que pedirdes em oração, crendo, o recebereis”. Considerando se tratar de um livro de dois mil anos atrás, escrito para o povo daquela época, pedir em oração é uma forma bastante clara de explicar a estes povos como visualizar e pensar sobre os seus desejos. Eu diria até que o método de O Segredo pode ter sido inspirado por este versículo. Pedir, acreditar, receber.

Uma das formas como a Lei da Atração é definida é “semelhante atrai semelhante”. Eu acredito que Jesus abordou esta qualidade inerente a Natureza de nosso mundo em seus ensinamentos, na forma adequada a época em que visitou a crosta terrestre. A própria regra áurea de amar ao próximo como a si mesmo, ou fazer ao próximo como gostaríamos que fosse feito a nós, são ensinamentos cuja essência pode ser diretamente ligada a esta ideia.

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á. E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?
Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem? Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.”
Mateus 7:7-12

Já em tempos mais recentes, existem literalmente milhares de livros que abordam o tema de uma forma ou de outra. Em “O homem é aquilo que ele pensa” escrito por James Allen e lançado em 1902, e que até hoje é uma leitura obrigatória para quem se interessa pelo tema, encontramos algumas pérolas como esta: “O homem por si mesmo se faz ou se destrói; no arsenal das ideias forja as armas com que ele próprio se destrói; molda também os instrumentos com os quais constrói para si mesmo paradisíacas mansões de alegria, força e paz. Pela escolha acertada e pela legítima aplicação do pensamento, o homem ascende à Divina Perfeição; pelo abuso e má aplicação do pensamento, ele desce abaixo do nível do animal. Entre esses dois extremos se encontram todas as gradações do caráter, e o homem é quem as modela e controla”.

Em ‘Pense e Enriqueça’, um clássico mundial de 1937 com quase cem milhões de exemplares vendidos, Napoleon Hill detalha os resultados de anos de pesquisa que ele realizou com pessoas que haviam acumulado grandes fortunas e atingido grandes objetivos pessoais. O título do livro é bastante sugestivo quanto a conclusão a que ele chegou em sua pesquisa. Ele faz questão também de deixar claro que o método que ele sistematizou não se aplica apenas a conquista financeiras, mas a qualquer objetivo pessoal.

Desde os tempos antigos o princípio de funcionamento do universo baseado na ação dos pensamentos sobre a matéria é conhecido e praticado. Talvez nunca tenha sido realmente um segredo. E ainda assim até hoje poucas pessoas dão atenção ou conseguem se utilizar deste poder magnífico.

Porque a Lei da Atração não funciona?

Nada é tão simples quanto parece

Pedir, crer e receber pode parecer uma coisa bastante simples, mas apenas recentemente eu comecei a ter uma melhor ideia da complexidade e do tamanho do esforço necessário para colocar em prática estas três etapas de forma eficiente.

Se existe uma Lei Universal que permite que cada ser possa co-criar a sua própria realidade, você já imaginou o que aconteceria se apenas lendo um livro, milhares de pessoas começassem a conseguir manifestar na realidade física todos os seus desejos?

Ainda existe muito ódio entre pessoas e nações, tantos ainda desejam o mal para outros que provavelmente já teríamos entrado em uma terceira guerra mundial. Imagine o juiz de futebol com milhares de torcedores o xingando e desejando que ele tenha uma dor de barriga por aquele pênalti não marcado! E o Lula? E o Temer? E o Bolsonaro? E o de esquerda? E o de direita?

Se a notícia se espalha e milhares de pessoas começam a desejar ser milionários, o que iria acontecer com o sistema financeiro mundial? Se milhares desejassem não precisar trabalhar? Não precisamos nos esforçar muito para perceber que não poderia ser “simplesmente” assim.

No Universo tudo é perfeição, harmonia e equilíbrio. Uma Lei da Atração simples e fácil de ser aplicada seria a receita para um desastre. Nós humanos ainda estamos em um estágio em que o egoísmo e a ganância são muito grandes. Precisamos de leis humanas e punições duras e mesmo assim ainda há tanta violência, corrupção e outras mazelas nas sociedades.

Claramente não estamos em condições de assumirmos mais poder, pois com mais poder vem mais responsabilidade. Como diz-se, a quem mais for dado, mais será cobrado. Ainda vivemos sobre uma Lei de Karma, ou de Causa e Efeito, pois precisamos colher os frutos que plantamos, até que consigamos perceber e aprender que não é legal plantar certos tipos de sementes. Ainda precisamos de sofrimento para aprender. Ainda não aprendemos a aprender apenas no amor, ainda aprendemos na dor.

Ainda assim em todos os tempos muitas pessoas conseguiram se utilizar deste poder e da mesma forma nós hoje podemos e devemos utilizá-lo. A Lei da Atração é a ferramenta principal para a criação de uma nova sociedade, para a transformação do planeta e para a elevação do nível de consciência global. E não é por acaso que ela está cada vez mais disseminada. Mas para poder utilizá-la, não basta apenas pedir, crer e receber.

Como a Lei da Atração funciona

Pensamentos são um tipo de energia e têm forma peso, cor e matéria. Não na dimensão física, mas em uma dimensão mais sutil que foge aos nossos sentidos físicos. Tudo o que você pensa é criado instantaneamente nesta dimensão não física, mas cada pensamento é apenas algo muito pálido e logo desaparece se não é mantido. Talvez você já tenha ouvido falar que para os espíritos nada está oculto e está é a razão disso. Pensamentos podem ser vistos pelos seres que habitam estas outras moradas. São comumente chamadas de formas pensamento.

E como no plano físico tudo que tem matéria, por meio da lei da gravidade gera algum grau de atração que é diretamente proporcional a sua massa, assim também os pensamentos. Por isso é chamada de Lei da Atração.

Um dos lemas da Lei da Atração é que “semelhante atrai semelhante”. Um pensamento quando é alimentado por algum tempo ganha massa suficiente para começar a atrair outros pensamentos semelhantes, e assim uma ideia mais complexa começa a ganhar forma. Quanto mais um pensamento é mantido na sua mente, mais energia ele ganha e mais pensamentos semelhantes ele atrai.

O processo de manifestação de um desejo é um dos processos mais maravilhosos e assombrosos que existe neste Universo. Quando um desejo é alimentado por energia suficiente, seu poder de atração literalmente faz com que ideias, pessoas, circunstâncias, ou qualquer outro fator necessário seja atraído até você. Você será conduzido por um caminho repleto de sincronicidades incríveis que culminarão exatamente naquilo que você desejou.

Para que um pensamento vire realidade, é necessário um certo processo. O carro que você deseja não aparece na sua porta de um dia para o outro. A realidade em que vivemos é controlada por certas crenças coletivas e Leis que afetam a tudo e a todos. Uma delas é que nada simplesmente surge do nada, isto desafiaria a lógica e a ciência que atualmente existem. Até onde sabemos, tudo precisa ser construído, adquirido ou precisa de alguma forma ser feito para que possa existir e chegar até você.

O tempo também é um mecanismo interessante que faz parte desta equação. Ele existe nesta realidade para separar a causa do efeito. Se nossos pensamentos se manifestassem no plano físico imediatamente, já teríamos causado um monte de problemas com pensamentos indesejados que ainda não temos a habilidade necessária para controlar.

Quanto mais longe sua realidade estiver da realidade do seu desejo, mais dedicação, tempo e um longo processo de criação serão necessários. Se você não tem apenas alguns Reais no bolso, está desempregado e deseja ser milionário, o Universo precisará lhe levar em uma longa jornada até lá. Se você está empregado e deseja uma promoção, talvez o caminho seja bem curto e rápido.

O Universo é bastante engenhoso e encontra sempre formas incríveis de fazer as coisas chegarem até você. Por isso também é importante ter cuidado com o que você deseja. Uma vez desejei ter mais tempo livre e viajar para o exterior, algum tempo depois fui demitido. Ganhei todo o tempo e o dinheiro que precisava para viajar, mas perdi o emprego. Tudo bem, eu pedi, acreditei que era possível e recebi.

Ainda é necessário que estejamos preparados para receber determinados desejos. O Universo precisa orquestrar os desejos de literalmente todos os habitantes do planeta e não dá para entregar milhares de Reais a alguém que não consegue administrar o próprio salário ou que faria péssimo uso dos recursos obtidos. Isto não seria eficiente e a Natureza possui também uma lei de eficiência. Terá muito mais chances de atingir riquezas materiais quem saiba como utilizá-las e que tenha um desejo sincero de as usar para ajudar outras pessoas.

O universo entende apenas a essência de seu desejo, isto é uma energia, uma vibração e não as palavras que você usa para descrever o que quer. Então a manifestação pode vir de inúmeras formas e não exatamente como você descreveu. É necessário estar aberto para compreender de que forma certas coisas estão chegando até nós. Muitas pessoas não conseguem perceber a atuação da lei, porque não reconhecem a manifestação como uma das formas possíveis de seu desejo.

Há ainda uma questão de mérito que rege a evolução de cada ser humano. Assim como a gravidade, a força com que algo é atraído para você é diretamente proporcional ao esforço e energia que você coloca naquele desejo. Você não irá simplesmente receber tudo de graça, terá que colocar esforço no processo de criação para que os resultados possam ser totalmente mérito seu. Se quer ganhar dinheiro, pode receber uma ideia ou uma oportunidade, mas terá que trabalhar para que ela se realize integralmente.

Este é um resumo bem resumido sobre alguns dos fundamentos da Lei da Atração. Agora que temos um entendimento básico, podemos falar sobre o que falta para ela realmente funcionar para você.

A peça que falta para a Lei da Atração funcionar

Como falei antes, é claro que um poder tão grande não poderia ser colocado nas mãos de pessoas que não soubessem utilizá-lo. Não é à toa que ele era considerado um segredo e restrito a um público seleto. Quem dominava a sua aplicação devia ter consciência de que estava lidando com algo sobre humano e potencialmente perigoso.

Você talvez já tenha ouvido falar nos “Mestres Assensos”. Já se perguntou alguma vez de que eles tiveram que se tornar mestres para poderem ascender? Eles tiveram que se tornar mestres de si mesmo. Tiveram que se tornar mestres de seus pensamentos, palavras, emoções e ações.

O que talvez não seja dito claramente sobre a Lei da Atração, é que para conseguir aplica-la de forma prática na sua vida, você terá que se esforçar muito em uma batalha contra você mesmo.

Quando dizem que você é seu pior inimigo, isto é a mais pura verdade.

Você é o seu pior inimigo

Somente quando comecei a meditar é que tive a menor ideia do tamanho do descontrole que regia meus pensamentos. Quem já tentou sabe do que estou falando. É o que chamam de “mente macaco”, pois a mente está o tempo todo em movimento, pulando de galho em galho, pensamento em pensamento e não consegue se focar em nada por mais do que alguns segundos.

A mente é uma ferramenta e jamais deveria funcionar por conta própria. Ela deveria se manter em silêncio enquanto não é utilizada e estar totalmente disponível no momento em que precisamos dela. Mas na prática não é bem isso que acontece. Ela passa o tempo todo ocupada com suas próprias vontades e quando precisamos dela, já não tem a energia necessária. Por isso que James Allen diz que “no arsenal das ideias [o homem] forja as armas com que ele próprio se destrói”.

Mas se sua mente não consegue se concentrar em nada durante tempo suficiente, você acha que conseguirá colocar energia suficiente em uma ideia para que ela ganhe a proporção necessária para começar a atrair outras coisas além de alguns poucos pensamentos?

“Este pequeno volume (resultado de meditação e experiência) não tem a pretensão de ser um exaustivo tratado sobre o tão debatido tema do poder do pensamento. É, antes, mais sugestivo que explanatório, e seu objetivo é estimular homens e mulheres a descobrir e a perceber a verdade de que ‘Eles são os construtores de si próprios’ em virtude dos pensamentos que escolhem e incentivam; que a mente é a tecelã- mestra, tanto da veste íntima do caráter como da veste exterior da circunstância, e que, assim como podem ter, até aqui, tecido tais vestes em ignorância e sofrimento, poderão agora tecê-las com esclarecimento e felicidade.”
James Allen (Prefácio de ‘O homem é aquilo que ele pensa’)

O segundo passo depois de pedir é acreditar. Acreditar em algo que não pode ser visto é o mesmo que fé. Não é por acaso que a fé tem sua força frequentemente afirmada. A fé pode mover montanhas! A ideia aqui é sentir como se já tivesse recebido o que deseja. Se ver de posse do que deseja. Ter fé que o seu desejo é uma verdade prestes a acontecer. Talvez não fique muito claro, mas o que está envolvido aqui são as emoções. Uma das peças chave para a manifestação de qualquer desejo é a correta utilização das emoções.

Segundo o escritor Gregg Braden, o campo magnético gerado pelo coração humano é dezenas de vezes mais poderoso do que o campo gerado pelo cérebro. É na região do coração que as emoções são criadas e sentidas. Nós somos capazes de criar emoções. Você consegue se auto emocionar se quiser. Conseguimos mudar as emoções que estamos sentindo, mas isso é outra coisa que exige prática.

Em meu caminho de autoconhecimento, descobri que sou péssimo em lidar com emoções. Descobri que não sei direito identificar o que sinto, reprimo muitas emoções que eu não considero que deveria sentir e não me permito sentir todo o espectro de emoções que deveria. Resumindo, descobri que se tem uma coisa que eu preciso aperfeiçoar nesta vida, esta coisa é a gestão emocional. Se eu mal consigo distinguir entre uma emoção ou outra, você acha que é fácil criar em meu coração uma emoção específica? Para mim pelo menos não.

Há mais um ponto que complica a situação aqui em acreditar, o “visualize-se de posse do que você deseja”. Como você consegue imaginar algo que nunca teve, e ainda criar as emoções que simulem como você se sentirá quando aquela manifestação acontecer na sua vida? Você já foi um milionário para saber como um se sente de manhã quando acorda?

Claro que isso depende muito da circunstância. Certas situações somos capazes de saber. Conseguir um emprego novo, uma promoção ou um bem que gostaríamos de adquirir. Se deseja um carro, você pode fazer um test-drive e se imaginar como se o carro já fosse seu. Ai entra a importância de utilizar ferramentas adequadas, de você buscar formas de facilitar o processo, porque ele não é fácil.

E para fechar o processo, a última etapa é o receber. Parece tão simples apenas receber o que você tanto desejou, mas não é. Receber é uma arte e precisa ser praticada com dedicação. E as barreiras que nós, nossos piores inimigos, colocamos nesta etapa do processo, são as expectativas, a ansiedade e a resistência.

Como usar a Lei da Atração

De forma simples, na Lei da Atração, aquilo a que você dá atenção aumenta na sua vida. Quando você tem um desejo, ele por sua própria natureza é uma afirmação de que você não tem aquilo que quer, pois se tivesse não desejaria. Então se você está desejando, você está afirmando que não tem e é aí que sua atenção está, no fato de não ter, logo é isso que você cria na sua vida, ou seja, a falta daquilo que deseja. Por isso a importância de se sentir como se já tivesse o que deseja, pois desta forma sua atenção está em desfrutar a experiência e não na falta do que deseja.

Pode parecer contraditório, mas não é. Desejar algo atrapalha que você obtenha o que deseja. O pulo do gato aqui é a correta aplicação da fé. A certeza de que aquilo que você quer já é seu. Quando Jesus disse “Pedi, e dar-se-vos-á”, consegue perceber a forma imperativa aqui? É uma ordem, uma certeza absoluta, não há dúvidas, apenas fé. Um dos segredos para esta etapa é a gratidão. Agradecer pelo que você quer em vez de pedir.

Quando criamos um desejo, dependendo do tipo ele poderá lhe levar por um caminho de muitas etapas até chegar a sua total manifestação. Entre o desejo e a manifestação há um período em que facilmente criamos uma expectativa sobre a forma como um desejo irá se manifestar. Se há uma expectativa sobre como algo irá acontecer, é porque não aconteceu, então novamente estamos afirmando que ele ainda não aconteceu. E quanto mais afirmamos que algo não aconteceu, de uma forma ou de outra, mais energia colocamos no fato de não ter o que desejamos. Se fazemos isso adivinha o que criamos? Exato, a falta do que desejamos.

Este período pode ser mais ou menos longo dependendo das circunstâncias envolvidas em um desejo, e quanto mais longo for o período, mais ansiedade podemos criar sobre quando o desejo irá se manifestar. Mesmo caso do anterior, se estamos pensando em quando algo acontecerá, estamos afirmando que ele ainda não aconteceu. Veja que quando há fé, se levar um mês ou dez anos não faz diferença, pois você sabe que irá desfrutar daquilo que deseja e que está nas mãos do Universo lhe entregar exatamente quando você deve experimentar aquilo. O tempo do Universo não é o imediatismo humano da era da tecnologia. E acredite, o Universo, o Criador nunca erram no tempo das coisas.

É importante também entender que não são exatamente os pensamentos e os sentimentos que criam coisas no plano físico. O corpo humano é uma fantástica máquina bio-energética-magnética e o conjunto de pensamentos e emoções mantidos por tempo suficiente, faz com que a máquina, o corpo, emita e mantenha-se em uma determinada vibração específica, como um instrumento musical tocando um acorde. Pensamentos e emoções são energia que afetam a vibração, mas é a vibração do corpo que tem o poder de atrair no plano físico as circunstâncias e pessoas necessárias para tornar um desejo uma realidade. Então toda vez que permitimos expectativas e ansiedade, estamos desafinando o instrumento e isso irá afetar diretamente a manifestação que tanto desejamos.

A resistência é outro caso interessante. Nós desejamos uma coisa, e este desejo gera uma vibração. Dependendo do que desejamos, a vibração pode representar uma infinidade de coisas, e o Universo vai manifestá-la da forma que for mais conveniente para ele. Se você desejou R$ 1.000,00 para pagar uma conta, pode muito bem receber uma oportunidade de trabalho extra para o final de semana que irá lhe pagar exatamente aquela quantia. Ou pode receber o mesmo valor em desconto em outra coisa que iria comprar.

O fato é que não fazemos a menor ideia de como algo irá acontecer. O Universo entende vibração e não palavras. Quando você deseja “carro”, sua vibração pode estar dizendo “transporte”. Talvez você obtenha dinheiro para pagar por Uber mas não para comprar e manter um carro. Isto não quer dizer que você não recebeu exatamente o que desejou, você só não tinha clareza sobre o que estava desejando.

Mas simplesmente confiar e deixar que o Universo faça sua mágica é algo bastante complicado para quem vive em uma sociedade onde estamos o tempo todo buscando ter o controle sobre tudo. Quando tentamos imaginar de que forma algo irá chegar, e criamos uma expectativa de que será daquela forma, criamos uma resistência a que o desejo se manifeste de qualquer outra das formas mais simples que poderiam acontecer, e ai o Universo precisa dar dois passos atrás e dar um jeito de fazer aquela coisa chegar da forma que você imagina, pois é de fato o que você está vibrando. E isto pode demorar muito mais, ou ser simplesmente impossível.

Imagine que você queira um carro e você mantem uma crença de que a única forma de obter aquele carro é ganhando dinheiro suficiente para compra-lo. Se você acredita nisso, a única forma de o desejo ser manifestado é lhe dando mais trabalho para que você ganhe o dinheiro e então compre o carro. Se você não inserisse esta resistência, poderia talvez ganhar ele em um concurso qualquer. Talvez você já tenha um carro e ele poderia ser roubado, com o dinheiro do seguro e um outro valor que chegue de outra forma teria o total necessário para comprar o carro desejado. As possibilidades são literalmente infinitas.

Autoconhecimento é a chave da Lei da Atração

Quero reforçar, você é o seu pior inimigo. Quando se trata da Lei da Atração, isto é uma grande verdade. Para que ela possa funcionar, você precisa aprender como sair do seu próprio caminho. Precisa aprender a controlar seus pensamentos e a concentrá-los o suficiente. Precisa aprender a discernir a que tem dado atenção. Aprender a sentir gratidão e a se auto emocionar e a gerenciar ansiedade e expectativas. Precisa aprender a não inserir resistência na manifestação do desejo. Precisa de paciência e persistência. Você precisa se conhecer muito bem para saber qual a sua verdadeira vibração, aquilo que está além das palavras

“O mundo exterior das circunstâncias molda-se ao mundo interior do pensamento, e as condições externas, tanto as agradáveis quanto as desagradáveis, são fatores que contribuem em seu resultado final para o bem do indivíduo. Como ceifeiros de sua própria colheita, o homem aprende tanto pelo sofrimento quanto pela felicidade.”
James Allen – Como um homem Pensa

Seus pensamentos são utilizados para definir formas, é com eles que você cria as imagens do que quer experimentar da vida. Foque todos os seus pensamentos apenas no que você quer experimentar e seus problemas começam a desaparecer. Seus sentimentos fornecem a força, o impulso para eles. Associe emoções e sentimentos nobres como o amor e a gratidão aos seus pensamentos e você está fornecendo a energia para que eles se manifestem. E elimine a expectativa, a ansiedade e a resistência.

Esta é a fórmula básica para você exercer seu papel de humano. É isso que somos e é por isso que estamos aqui, para aprender a utilizar este imenso poder e a co-criar mundos perfeitos em acordo com os planos divinos. Precisamos nos empoderar desta verdade e passarmos a acreditar em nosso imenso poder. É possível, mas exige vontade, prática, e muito autoconhecimento!

Reconhecer e aplicar este poder, torna você o Humano Divino que veio aqui para ser.

Sugestões de Leitura

Diogo Luiz Miranda

Diogo Luiz Miranda

Para mudar o mundo, é preciso mudar a si mesmo.

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados e aparecem no site somente após aprovação. Conheça os critérios