Cerca de 4 minutos

Nosso corpo físico é uma fantástica máquina bio-elétrica-magnética. Nós somos receptores e transmissores de energia, verdadeiras baterias. Esta energia flui através de nós para todas as dimensões da existência em um fluxo constante que está fora de nosso controle. Não podemos parar o fluxo, ele apenas flui continuamente, assim como nosso coração bate do início de nossa vida até o último momento sem nenhuma ação nossa.

Nosso papel enquanto co-criadores é modificar esta energia e imprimir nela determinadas qualidades, de forma que por meio destas qualidades ela possa formar tudo que existe, de nossos pensamentos ao Universo.

É por meio de nossos pensamentos, atenção e intenção que definimos no que esta energia irá se transformar. E um conjunto enorme de crenças, expectativas, emoções, sentimentos, desejos e outros fatores se consolidam em nossa mente sub-consciente para formar a realidade que observamos e experimentamos ao nosso redor.

Faz parte do que chamamos de “ser humano” que uma parte desta energia que flui por nós seja transformada em emoções, estas emoções são então manifestadas em nosso corpo físico e encontram sua expressão de infinitas formas, de acordo com a natureza da energia criada.

É nossa responsabilidade a forma como iremos transformar esta energia, mesmo que a maioria das vezes não estejamos cientes disso. Se transformamos uma parcela de energia em alegria, ela encontrará expressão física gerando uma enorme quantidade de reações químicas que nos permitirão sentir esta emoção em nosso corpo de forma agradável e expressá-la por meio de um sorriso por exemplo.

Ainda somos seres imperfeitos e limitados e muitas vezes transformamos energia em um tipo de emoção que não gostamos de experimentar, como por exemplo a raiva, a vergonha, a culpa, o medo, a tristeza. Isto está bem, pois faz parte da natureza humana.

Porém estes tipos de emoções frequentemente são reprimidos ou encontram uma expressão física danosa por conta do descontrole emocional. Quando uma emoção criada não encontra uma expressão física adequada esta energia é então armazenada em nosso corpo, criando inúmeros problemas. 

Nenhum tipo de energia pode ser criada ou destruída, apenas transformada, então a única forma de removê-la do nosso corpo é por meio da transformação ou transmutação dela em outro tipo de energia, e isto pode ser feito de diversas formas como por exemplo por meio de atividade física, transformando emoção em movimento. Ainda é possível direcionar um acúmulo de energia para uma atividade criativa como a escrita, a escultura, a música ou outras formas de expressão.

O ideal seria que nos permitíssemos sentir e expressar todos os tipos de emoções que criamos. As emoções são uma das maiores virtudes do ser humano e todas elas tem sua função, não há uma emoção que não devamos sentir pois todas nos indicam algo sobre nós mesmos.

As emoções são uma espécie de bússola que nos orientam internamente de forma que possamos observar como encaramos determinada situação. Quando uma experiência nos causa uma emoção que é fisicamente desagradável, isto serve de alerta para que possamos ressignificar aquela situação e com isso produzir um resultado mais agradável fisicamente.

Se mantemos um padrão de pensamentos que gera emoções desagradáveis por tempo suficiente, a química gerada no corpo vai causar desequilíbrios e a desarmonia causada se manifestará de formas desagradáveis como tensão muscular, dores ou doenças. O local do corpo e o tipo de manifestação que ocorreu nos dá excelentes indicadores de que tipo de padrões de pensamento e emoções que manifestaram aquele alerta do corpo na forma de sofrimento físico.

Controlar as emoções no momento em que elas surgem, permitindo-se senti-las e então direcionar esta energia para uma forma de expressão amorosa por meio de pensamentos, palavras e ações exige uma dose enorme de autocontrole e atenção, e isto pode ser um grande desafio para a maioria das pessoas.

Até que dominemos a arte da expressão de todos os tipos de emoções da melhor maneira possível, tomar consciência por meio do autoconhecimento das emoções que não estamos nos permitindo expressar  e direcionar esta energia a outra atividade por meio da transmutação energética é uma excelente forma de limpar nosso organismo, nos sentirmos mais leves e também mais saudáveis.

Photo by Sarah Cervantes on Unsplash

Diogo Luiz Miranda

Diogo Luiz Miranda

A mudança que queremos ver no mundo começa em nós, por isso compartilho ideias sobre autoconhecimento, espiritualidade e o novo pensamento.

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados e aparecem no site somente após aprovação. Conheça os critérios